A função dos agentes na formulação de esmaltes

Comentários · 99 Visualizações

Além do uso estético, os esmaltes também podem ajudar no fortalecimento e proteção das unhas, inclusive em tratamentos. Há, dessa forma, vários tipos e cores desse produto, disponíveis para os mais diversos gostos. Então, qual a composição desse item tão usado?

Um pouco de história:

As unhas têm como principal função a proteção da extremidade sensível dos dedos, e desde tempos muito antigos são objetos de cuidados especiais. Dessa forma, os “esmaltes” (não como conhecemos atualmente) já faziam parte, por exemplo, do cotidiano da realeza no Antigo Egito e na China, que usavam-se das cores para fazer distinção social. É, porém, em 1925, que começa a descoberta de soluções que se aproximam mais dos esmaltes conhecidos nos dias de hoje e, assim, começa a crescer o interesse por esses produtos. Atualmente, há um leque de cores e tipos de esmaltes diferentes, disponíveis para quem quiser usar e abusar da criatividade nas unhas.

Composição dos esmaltes:

Solventes: Possuem uma alta taxa de evaporação e, por conta disso, são utilizados para homogeneizar os ingredientes da fórmula, já que promovem a secagem do esmalte quando aplicado nas unhas. O principal solvente utilizado é o acetato de butila.

Diluentes: Adicionados à formulação para reduzir a viscosidade, são, geralmente, compostos do grupo hidrocarbonetos (alifáticos ou aromáticos).

Formadores de filme: A principal resina é a nitrocelulose (sim, um explosivo!), obtida através da reação das fibras da celulose com uma solução de ácido nítrico. Essa resina é responsável pela formação do filme termoplástico. Há, também, outras resinas utilizadas como auxílio para a formação desse filme, tais como tosilamida formaldeído, tosilamida epoxy, entre outras.

Plastificante: Substâncias que tem por função conferir maleabilidade, resistência e evitar craquelação (rachaduras). Os principais plastificantes são: Acetil Tributil Citrato e cânfora. Esse último deve ser utilizado de forma cuidadosa, já que é apontado como possível alergênico.

Agentes de suspensão: Responsável por impedir a precipitação de matérias primas com alta densidade, geralmente são derivados da argila.

Aditivos: São substâncias adicionadas durante a formulação do esmalte com algumas funções específicas, como aumento de brilho, por exemplo. Dentre essas substâncias podemos citar vitaminas, cálcio, D-pantenol e etc.

Pigmentos: São doadores de cores aos esmaltes, e podem ser orgânicos, inorgânicos e perolizados.

É importante lembrar que a produção de esmalte é altamente inflamável e, por isso, é necessário seguir à risca as instruções de segurança.

Referências bibliográficas: 

  • https://cosmeticaemfoco.com.br/artigos/entendendo-os-esmaltes/
  • http://www.fatecdiadema.com.br/wp-content/uploads/2017/11/unnamed-file-2.pdf
Comentários