Low Poo e No Poo: alternativas sem sulfatos para os cabelos cacheados

Comentários · 141 Visualizações

Low poo e No poo são técnicas de lavagem menos agressivas aos cabelos, na qual são utilizados produtos que não danificam a hidratação natural dos fios. Mas o que são esses métodos, e quais benefícios eles oferecem para os cabelos?

Por muito tempo, a espuma do shampoo ao lavarmos os cabelos foi sinônimo de limpeza. Essa sensação é causada pelo sulfato contido no shampoo, que age como um agente autolimpante agressivo. A oleosidade natural produzida pelo couro cabeludo, por muitas vezes é benéfica ao fios, pois hidrata, nutre e protege o cabelo.  O uso de produtos que tenha sulfato retira a proteção do cabelo, gerando duas consequências: o efeito rebote (quando o couro cabeludo começa a produzir oleosidade em excesso) e o ressecamento extremo dos fios.

Utiliza-se condicionador após a lavagem, esse produto possui petrolato, derivado do petróleo, que forma uma película de brilho e sedosidade para o cabelo. Tal efeito mascara a aparência dos fios e não oferece tratamento, já que a película criada pelo petrolato não permite que substâncias sejam absorvidas.

 Para cabelos cacheados a utilização de sulfatos é ainda mais prejudicial. Devido a sua curvatura, a oleosidade do couro cabeludo não percorre todo o fio do cabelo, deixando-os mais secos, principalmentes nas pontas. Já os cabelos lisos possuem melhor distribuição da oleosidade.

Por conta disso Lorraine Massey idealizou uma técnica de lavagem para cabelos cacheados.  “Esses cuidados capilares visam promover a limpeza e higienização do cabelo, sem a utilização de produtos que contenham componentes derivados de petróleo (petrolatos, parafina líquida, vaselina, etc) e sulfatos”[1].  Essas técnica foi nomeada como Low Poo (pouco shampoo) e No Poo (sem shampoo).

“Low poo: Os shampoos indicados para Low Poo, possuem agentes de limpeza de caráter leve, que não agridem a fibra capilar. Eles são mais leves, muitos deles fazem menos espuma que os shampoos comuns e proporcionam limpeza aos fios sem retirar a proteção natural dos cabelos.” [1]

“No poo: A lavagem do cabelo sem o uso de shampoos pode ser feita de diversas formas. Como não se utilizam silicones que impregnam no fio, não há acúmulo ou sujeira excessiva. Então, ao invés de shampoo, nas lavagens se utiliza um condicionador de composição leve com uma pequena proporção de shampoo ou do anfótero (Cocoamidopropil Betaína), para limpar e fazer espuma. “ [2]

 

Vantagens:

Cabelo natural: Além de proporcionar saúde aos fios, a principal vantagem é a diminuição do ressecamento do cabelo.

Frizz: O uso de produtos sem sulfato faz com que o cabelo fique mais saudável e hidratando, minimizando o frizz.

Tintura: Em cabelos tingidos, o sulfato prejudica a durabilidade da cor nas mechas. Ele retira o pigmento do cabelo, fazendo com que a coloração desbote rapidamente.

Meio Ambiente: Optar por não utilizar produtos derivado de petróleo, é uma forma consciente de ajudar o nosso meio ambiente. A extração do petróleo constantemente destrói a vida marinha e contribui para poluição do nosso planeta.

 

Como iniciar

Para começar é importante se atentar as substâncias dos produtos, não utilizar derivados de sulfato e petrolato é o primeiro passo.  Por serem técnicas diferentes, não são todos os componentes que são liberados para ambos métodos, a seguir uma tabelinha de substâncias que são permitidas e proibidas:

 

FONTE: https://www.meucabelonatural.com.br/o-que-e-nolow-poo

 

É provável que ainda tenha petrolato nos fios, por isso antes de iniciar lave os cabelos com shampoo com sulfato, capaz de retirar os resquícios de produto. É comum nas primeiras lavagem, o cabelo apresentar uma aparência estranha, sem o silicone do condicionar, o cabelo perde aquela película ilusória, porém o seu cabelo ficará mais saudável.

 

Fonte:

[1] https://www.meucabelonatural.com.br/o-que-e-nolow-poo

[2]  https://www.ecycle.com.br/2963-no-poo-e-low-poo.html

Comentários
Thaís Gaulez 2 meses atrás

Muito esclarecedor, adorei o artigo!

 
 
Gabriela Esquerdo 2 meses atrás

Nossa, bem completo!
Gostei bastante.